28 de janeiro de 2009

Mico-Doido do Batman: Jack ou Ledger?


Antes da matéria mesmo, os motores já foram ligados para o Insanecast #01! Que vai ser a entrevista da Lucy Rangel, e está aberta a temporada de perguntas a ela! E o melhor, para o primeiro Insanecast oficial, você já terá uma promoção, concorrerá a uma camisa com a estampa da Guardians. Com a ilustração da nossa entrevistada passada e desenhista oficial de Guardians: Ana Claudia Coelho (repararam que eu falo muito nós, quando a equipe do Admirável Mundo Insano, sou só eu. Brincadeira. Tem muita gente por trás do Blog, mas não atrás de mim! Só a minha namorada quando me da umas encoxadas :p).
Justificar
Todos que mandarem perguntas para nossa vítima concorreram a camisa, que o sorteio será feito no momento de gravação do Insanecast! Participem, coisa de graça é sempre válida até mesmo camisa de político!

E também agradecimentos especiais e tardios as duas Loucas de Pedra que me seguem, que são a Mariana e a Carol! Valeu mesmo meninas, e vê se atualizem seus blogs, porque tirando o template (das duas é rosa ) adorei os textos de vocês! E se comentarem aqui eu comento lá! o/

E assim voltamos com a nossa programação normal...


*********

Olá caros amigos amantes de mouse óptico cego! Fiquei devendo uma matéria entre os dois batmans e os dois coringas, na matéria dos filmes do cinema em casa que eu não lembro dos títulos que eu coloco (fazer o que? Yo soy mai’loco que o batimá). Vi agora! Karatê Kid de novo? Vai Daniel-San! Por incrível que pareça eu não fui ver o nome do título, mas quem vai acreditar?!

A primeira questão é sempre o contexto, criticar um filme ou compará-lo sem ao menos entender o contexto é um conceito muito modista (por isso que pra colocar minha opinião aqui eu a monto direito, reflito sobre o assunto. Como eu disse, isso é um blog de entretenimento e não novidades).

O assunto é atuação dos filmes e da atuação dos coringas e talvez dos batmans (até porque eu não planejo roteiro quando escrevo, afinal aqui é o MEU Admirável Mundo Insano, nada aqui é pra fazer sentindo, se começar a fazer sentindo, fale com seu psiquiatra mais próximo, eu falaria).

Os filmes comparados que vou usar são: o primeiro Batman (feito por Michael Keaton e Jack Nickson) e o Batman – O Cavaleiros das Trevas. Até pelo fato que eu não assisti Batman Beggins, mas essa parte a gente pula.

As épocas dos dois filmes realmente são diferentissimas, o filme protagonizado por Michael Keaton em 1989, a idéia mesmo era mesmo de colocar uma coisa gótica, bem underdark. Afinal, era anos 80 ainda. Não tínhamos nem metade dos efeitos visuais do cinema atual, até porque a tecnologia cinematográfica cresce em progressão exponencial praticamente.

Era um tentativa na época de trazer trocentos filme de heróis pras telonas, assim como essa época se repete agora. Até por que a cena dos balões cheias de gás do riso numa passeata era no mínimo assombrosa e hilariante ao mesmo tempo. Digna de um Coringa, até por que não tínhamos filmes que enalteciam a violência explicita na época, por que seria até fácil colocar atualmente trocentos atiradores de elite em volta para matar o Coringa. Até mesmo pelo clima de um confronto entre Batman e Coringa, já que o filme deixa claro que ambos se criaram em épocas diferentes numa inteligência de roteiro interessante. Sem sair do roteiro e da mitologia original de Batman. Até mesmo porque o próprio filme era mais alegórico, tinha a função de ser “realista”.

Já Batman – O Cavaleiro das Trevas, não teve nem a preocupação de colocar a origem do Coringa, ele apenas dizia inúmeras versões de como ele ganhou as cicatrizes, que vária de acordo com a situação e pra quem ele conta. Com a única temática do filme o confronto novamente entre os eixos morais (bom e mal) e eixo ético (ordem e caos); além da questão era pra ser uma versão mais realista, como se existe um Batman por ai. Que na verdade, Batman se torna uma figura de segundo plano, e tanto que eu acabei achando que o Coringa era o protagonista (se bem que foi babaquice o Heath Ledger morrer depois de sua atuação).

São contextos infinitamente diferentes, e sinceramente com a morte do Ledger, você nem pode falar muito mal dele. Seria o mesmo de você falar que o cara ta te devendo dinheiro no dia do enterro do cara, e ainda cobrasse do filho de 3 anos do cadáver. Por isso esse medo de criticá-lo, por que até mesmo é complicado chamar alguém de M*#ʎ@, sabendo que vai ter fã do cara vai lhe metendo o pau e o Ledger vai ignorar a sua crítica (pelo simples fato que ele está morto).

Pessoalmente, eu Demiris Ikarus, gostei muito do Batman – Cavaleiro das Trevas. Que realmente é show! Mas não vou dizer que o Batman do Tim Burton é uma merda! Muito pelo contrario! Pra na época que eu nasci o filme é demais, mas para os meus 21 anos de devoção a violência e a realidade estão meio que deslocada, mas é um filme que eu nunca torcerei o nariz.

Demiris Ikarus
(Batimã... Tanãnãnãnã BATIMÃ!!!)

4 comentários:

  1. Mandou bem no post tio!!!

    Eu não lemro desse Batman com o Jack, apesar de ser fã de Tim Burton...mas enfim...esse Batman com o Ledger roubou minha atenção...e eu nem sou fã de filmes de super-herois...fui ver só por causa dele mesmo e achei fantástico! Sou fã do Ledger...então taí pq fui ver...não só curti a atuação, mas do filme todo. Foi um dinheiro bem gasto! Hehehehe... e eu vou parar por aqui pq meus neurônios hj não estão funcionando muito bem...hehehehe...

    Fui


    P.S.: rindo horrores das imagens do Sparta e do Mico Doido (joguei muito!!!kkkkkk...)

    ResponderExcluir
  2. Gostava de Batman, mas ultimamente não tenho acompanhado nenhum. Por sinal, estou com um dvd há um mes aqui em casa e não tive coragem de assistir.

    Uma linda quinta-feira, beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu sinceramente, não saco nada de cinema, mas só pergar os dois filmes que você nota a diferença. O Ledger foi realmente um gênio, junto com a direção do Nolan, que esse filme foi baseado mais na obra do Cavaleiro das Trevas (de Frank Miller) e do Piada Mortal (que o Coringa é muito psicótico). E a única burrice que o Ledger fez, foi morrer! Mas a performance dele foi tão boa que nem mesmo que só ouviu falar do Batman vai gostar do filme!

    É do tipo aqueles quadrinhos que vem com capa dura e qualidade infinitamente maior que você paga um pau pra arte legal.

    ResponderExcluir
  4. É isso aí! Também só fui assistir por causa da atuação do Ledger. Me surpreendi e não me arrependi! *Sem contar que a companhia era ótima*
    Voltando...depois da atuação nesse filme ia chover trabalhos pra ele. "E a única burrice que o Ledger fez, foi morrer!" [2]

    Até :*

    ResponderExcluir